Ciência franciscana

Francisco é a nossa inspiração, mas essa inspiração somente não basta para entendermos os problemas ambientais contemporâneos. Dez anos atrás, alguns importantes estudiosos franciscanos iniciaram um resgate da tradição intelectual franciscana, retomando esforços anteriores a partir dos exemplos de Francisco e Clara e incluindo a filosofia e teologia desenvolvidas por Boaventura de Bagnoreggio (1217 - 1274) e John Duns Scotus (1265–1308). 

Esse estudo expandiu o nosso modo de pensar sobre o testemunho carismático de Francisco num contexto intelectual mais amplo refletindo a sua intuição original.
Mais recentemente, conduzi uma pesquisa sobre a dimensão científica da tradição franciscana.

Vocês poderiam perguntar, e com razão, qual seria essa tradição de pesquisa científica franciscana. Os exemplos que investiguei são todos provenientes do nosso passado histórico – do Século XIII ao Século XVI – mas eles exprimem, à sua maneira, através da pesquisa científica, o amor de Francisco pela criação. Esses franciscanos não são bem conhecidos porque não foram canonizados, nem beatificados. Foram figuras influentes em seu tempo, mas são praticamente desconhecidos pela Família Franciscana, hoje em dia.

Bernardino de Sahagún (1499-1590) pode ser considerado o primeiro antropólogo a pesquisar a vida e a cultura do México (de 1529 a 1590). Bartolomeu o Inglês (1200–1272) criou uma enciclopédia no intuito de preparar os frades para compreender a história natural e social ao pregarem o Evangelho. O inglês Roger Bacon (1214-1294), um frade menor, foi o pioneiro em várias idéias filosóficas a partir das quais o método científico foi concebido.

saette


Esses três franciscanos praticavam a ciência existente na Idade Média, usando os conceitos, os instrumentos e as instituições de sua era para coletar, analisar e interpretar dados sobre a natureza e a sociedade. Suas investigações refletem uma consideração franciscana para com o mundo natural, arraigadas na afirmação de que a inteira criação é religiosa e moralmente significativa. Publiquei este ano um artigo mais detalhado sobre esses três personagens na revista da Associação de Colégios e Universidades Franciscanas Norte-Americanas (Keith D. WARNER – "The Incarnation Matters: Retrieving Franciscan Science for Ecological Literacy", in A Franciscan Perspective on Higher Education, Journal of the Association of Franciscan Colleges and Universities, January 2011, Volume 8, Number 1).

paesaggio

Ao menos três valores franciscanos aparecem consistentemente nas vocações e no trabalho desses três frades.

Primeiro – Eles compreenderam, como Francisco, que a criação é intrinsecamente boa e que pode conduzir ao encontro com Deus. Como a criação é sempre um reflexo de Deus, estudar a natureza – usando os melhores instrumentos intelectuais disponíveis – significa, de algum modo, aprender alguma coisa sobre Deus, sobre o seu caráter e a sua atividade no mundo.

Segundo – Eles conduziram seu trabalho científico em comunidade, participando como membros ou como liderança tanto em sua comunidade religiosa como em sua comunidade acadêmica. Para esses franciscanos, o processo de pesquisa científica era social e tinha lugar no relacionamento com o próximo.

Terceiro – Sua pesquisa científica tinha um propósito moral: servia para a evangelização, para o benefício da Igreja e da sociedade. A pesquisa científica era inerentemente boa porque os ajudava a compreender melhor o Criador e as criaturas.

Como foi que perdemos a tradição científica franciscana? Essa questão é muito importante, mas difícil de responder. O trabalho científico sempre foi uma parte bastante pequena da tradição intelectual franciscana, e esses três personagens foram de certa forma, excepcionais.

Eram cientistas franciscanos exemplares, ativamente engajados e avançados para os paradigmas e metodologias das suas eras.A tradição franciscana científica não foi bem sucedida na sua transição para o paradigma científico moderno por várias razões bastante complexas que escapam ao escopo deste ensaio.

Talvez nos seja mais importante perguntar hoje em dia – Como podemos resgatar essa tradição e aplicá-la a serviço do nosso Planeta?

fiori

Frei Keith Warner, OFM

Pergunta para Reflexão

Quais sno as orientaçtes da nossa tradiçno contemplativa franciscana para respondermos ao desafio da instabilidade climática mundial?

COMUNIDADE

Entra na comunidade

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

3 banner preghiera pt

4 banner canonizzazione pt

1 banner celebrando pt

2 banner p biblico pt

6 banner donazioni pt

Newsletter