Você está aqui:

 

 

 

aai 17 07

aai 17 09
aai 17 10ir Marina, ir Giannica, ir Licia
aai 17 05sr Carmen Sammut, Paola Garzi
aai 17 02
aai 17 06ir Licia, ir Francesca Maria
aai 17 11
aai 17 01
aai 17 03

A Assembleia da Área Italiana das Irmãs Franciscanas dos Pobres teve lugar de 30 de março a 2 de abril, tendo como título:  "Transformações: oportunidades de cura”, para aprofundar, Irmãs e Afiliado/as juntos,  o Terceiro Chamado do Capítulo: "Acolher a mudança em todos os estágios de nossas vidas como oportunidades de cura espiritual entre nós e dentro de nós."

Em preparação para este encontro, refletimos sobre o tema da Transformação, pessoalmente e nas Comunidades locais, e assistimos algumas entrevistas em vídeo que nos foram oferecidas pelo Comitê de Preparação.

A Assembleia foi enriquecida pela presença da nossa Ministra Congregacional, Ir. Licia Mazzia, da Conselheira Congregacional da Área Italiana,  Ir. Marina Triglia, e da Conselheira Congregacional, Ir. Giannica Selmo.

No primeiro dia, dedicado às Irmãs, tivemos uma palestra de Ir.Carmen Sammut SMNSA, Presidente da UISG, que nos falou sobre as diferentes fases da vida consagrada. Trabalhou conosco também a Dra. Paola Garzi, consagrada da Obra de Maria, que nos ajudou a repassar e entrar nas várias transformações que tivemos em nossas vidas. A troca de ideias e a partilha de experiências foram muito enriquecedoras para nós.
No segundo dia, com nossos/as Afiliados/s, aprofundamos o tema: "A comunidade dos fiéis,  antes e depois da Ressurreição:  transformações eclesiais, ontem e hoje", uma valiosa palestra da biblista Rosanna Virgili.  Discutimos também quais serão os próximos passos a cumprir na nossa caminhada de implementação das diretrizes congregacionais.

No dia 1º de abril, Ir. Licia Mazzia nos apresentou o seu Itinerário Carismático em Companhia de Madre Francisca, para compreendermos as transformações que acontecem mediante a escuta, o estudo, a reflexão pessoal e a partilha. Durante a Assembleia celebramos também a renovação de compromissos de nossos/as Afiliados/as: Sebastiano Passeri, Nicola Gazzano, Maria De Leo, Angela Saccà, Carlo Gazzano, Gabriella Manganaro, e os 25 anos de profissão religiosa de Ir. Francesca Maria Tramonte. Comemoramos também, com alegria e gratidão, o 70º Aniversário da Presença das Filhas de Madre Francisca na Itália, com um gesto simbólico: caminhamos juntas/os,  em procissão, da Casa Geral até a Casa Schervier, a primeira comunidade italiana, onde plantamos  uma árvore.

Seguem-se alguns testemunhos:

Irmã Antonietta Urdì: "A Assembleia é um evento muito importante para nos reunirmos como família de Madre Francisca. Respiramos um clima de confiança, e simples comunhão construtiva entre nós, juntamente com nossos/as Afiiados/as, tendo em comum a vontade de construir relacionamentos profundos e verdadeiros para realizarmos gestos de transformação e de cura. Agora é a minha vez de me manter sempre atenta e vigilante,  e de me concentrar naquilo que é essencial, naquilo que perdura. Quem me ensina isso é Jesus, em cada momento."

Irmã Elisa Di Lorenzo: "Esta última Assembleia da Área foi a mais importante para mim porque me permitiu reler minha história pessoal paralelamente à história da família religiosa à qual pertenço, e pensar sobre como recomeçar, daqui para frente. Sinto gratidão por todas as palestrantes.  Aprendi muito com cada uma. Com Irmã Carmen Sammut  contemplei, numa visão, a beleza de cada fase da vida quando vivida ao máximo e  entendi mais claramente onde estou. E aprendi também a respeitar a minha fragilidade e a dos outros. Com Paola Garzi, aprendi o conceito de saúde como sendo a capacidade da pessoa se adaptar e de autogerir-se: a possibilidade de realizar plenamente o seu potencial no presente (e não futuro). Graças a Rosanna Virgili revi sob uma nova luz a minha história, a da Congregação e a da própria Igreja, como sendo uma comunidade "perdoados". Acolher esse perdão, essa misericórdia significa renascer,  ser recriado.  Foi muito bom lembrar as várias transformações sofridas por Madre Francisca e pela Congregação nascente, e como as transformações que todos/as nós  somos chamadas/os a viver agora nem são assim tão diferentes. Somos mesmo as suas filhas! "

Valerio Tiranti, Afiliado SFP: "Durante a Assembleia deste ano fizemos uma profunda experiência esclarecedora: refletindo sobre o tema da transformação nos deu novas ideias para realizarmos a caminhada de crescimento da relação entre Congregação e Afiliados/as. Juntos, Irmãs e Afiliados/as, procuramos definir melhor a nossa identidade e vivemos com intensidade o desejo de ajudar a construir essa relação de uma forma positiva. Procuramos entender como viver o carisma enquanto leigos, nos integrando com as Comunidades locais, com as qual precisamos agora partilhar os grandes frutos que nos são dados, de modo que todos sejam participantes desta grande experiência. Foi uma Assembleia intensa, que nos fez sentir unidos/as como filhos e filhas de Madre Francisca.  Reabastecemos o nosso entusiasmo para continuar a construir esta relação que é, certas vezes, um desafio. Mas renovei também a vontade de trabalharmos em comum, a serviço do Carisma que nos une. Uma das palestrantes disse que nós, Afiliados/as, recebemos o papel de co-protagonistas ativos com as Irmãs, algo que provavelmente ainda temos que realizar plenamente".

Irmã Gabriella D'Agostino: "Lembrar os dias da Assembleia enche meu coração de grande alegria e esperança.  Convivemos num ambiente sereno e festivo entre nós, Irmãs e Afiliados/as.  Ir. Licia nos ajudou muito, inspirada em Madre Francisca, a aprofundar o nosso Terceiro Chamado. Fiquei  especialmente impressionada quando ela afirmou que o segredo de Madre Francisca era se fazer amiga dos seus sonhos e se deixar incomodar pela passagem de Deus. Ficou em minha mente uma pergunta que sinto  particularmente frutífera no meu cotidiano: "Até que ponto estou conseguindo me deixar transformar, no dia a dia, pela vida e pelos pobres que eu encontro? "

Gabriella Manganaro, Afiliada SFP: "Um ano depois de fazer meu  compromisso, me encontro na minha primeira Assembleia, tendo passado todo um ano de transformação, crescimento e vida nova.  Cheguei muito animada e me senti acolhida por uma grande família...  Esta reunião foi a confirmação para mim de que o Senhor me ama assim como eu sou e que Ele me chama para ir levar a todos o seu carisma de cura.  Sinto que devo deixar-me transformar, isto é, "me abandonar" às mudanças, porque é sempre nas transformações que surge nova vida.  Voltei  para casa pronta para sair do o meu casulo e voar como uma borboleta, confiante de que o mundo pode me oferecer grandes oportunidades para me amar, amar o outro e ser amada".

Com alegria e gratidão pelas transformações vividas pela Congregação nos seus 70 anos de vida na Itália, e pelas transformações que somos hoje chamadas/os a acolher, como oportunidades de cura, continuemos a nos arraigar no convite de Madre Francisca: "coragem e confiança" e a sermos apóstolas/os de Cristo Crucificado e Ressuscitado!

Publicado em: 14/06/2017