Adeus!

 


addioEm fevereiro de 1876, parecia haver muita coisa a que Madre Francisca precisava dizer “adeus”:  a situação da Kulturkampf havia tornado-se cada vez mais crítica.  As Irmãs não podiam admitir novas Postulantes: precisavam enviar todas as mulheres da Áustria para os EUA. 

Madre Francisca escreveu em seu diário: “Como um último recurso, não nos restará nada a fazer senão bater a poeira de nossos pés e nos mudarmos para lá. Sim, pois, no fim das contas, nosso destino não faz tanta diferença: encontramos o Senhor em toda a parte, e há trabalho a ser feito em qualquer lugar.”

Madre Francisca estava doente: ela contemplou sua história de vida e também sua vida junto a Deus. “Em contemplação, perguntei a meu Divino Salvador o que ele desejava para mim, e sempre me pareceu ouvir, como resposta: ‘amor, amor’.” Ela investiu certo tempo em contemplar suas raízes.  Como tudo havia começado?  Como tudo havia seguido? E, por fim, onde me encontro, agora?

Para reflexão silenciosa e diário:

Como nosso tempo de retiro está prestes a se encerrar, o que você ouve quando está em oração e contemplação?

Ao refletir sobre sua própria jornada, como responderia a estas perguntas feitas por Madre Francisca?

COMUNIDADE

Entra na comunidade

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

3 banner preghiera pt

4 banner canonizzazione pt

1 banner celebrando pt

2 banner p biblico pt

6 banner donazioni pt

Newsletter