Mendigas e prostitutas

 

 

mendAs irmãs iniciaram sua vida conjunta cuidando de pessoas doentes em suas próprias casas e, posteriormente, passaram a acolher prostitutas.  Foi o trabalho delas junto a estas “mulheres perdidas” que fez com que as irmãs passassem a serem rejeitadas pelo povo da cidade. 

Apesar da perda de apoio financeiro, Madre Francisca era comprometida com seus doentes espirituais assim como com seus doentes físicos, e continuou a viver e trabalhar de modo frugal, compartilhando todas as coisas em comum com as mulheres. Deus foi quem interveio quando as Irmãs do Bom Pastor se mudaram também para a cidade e assumiram o ministério que cuidava das prostitutas.

Tendo em vista a epidemia de cólera que vinha se espalhando pela Europa, as Irmãs passaram os seis meses seguintes cuidando dos doentes no hospital. As Irmãs residiam no mesmo edifício.

Ao trabalharem incansavalmente para aliviar o sofrimento dos outros, as Irmãs deixaram de lado qualquer preocupação com sua própria segurança e saúde.

Para reflexão silenciosa e diário:

Na sua opinião, o que atraiu outras mulheres a se unirem às Irmãs em seu trabalho e no seu modo de viver, apesar da pouca popularidade destas junto aos benfeitores?

Onde está seu coração ao ler sobre o trabalho inicial das Irmãs junto aos doentes e às prostitutas?

O que atraiu você a unir-se às Irmãs Franciscanas dos Pobres?

 

COMUNIDADE

Entra na comunidade

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

3 banner preghiera pt

4 banner canonizzazione pt

1 banner celebrando pt

2 banner p biblico pt

6 banner donazioni pt

Newsletter