Entre dois mundos

 


mondiApesar dos pais de Francisca serem protetores, ela notava a diferença entre a vida dos ricos e dos pobres, e ficava consternada pelo que via. 

Os sentimentos de compaixão para com os pobres que ela nutria a atormentaram até encontrar uma forma de viver seu desejo pelo serviço, que existia desde sua tenra infância. 

O peso da perda de sua mãe e das duas irmãs mais velhas partiu ainda mais o coração de Francisca e, tendo então responsabilidade pela família enquanto necessidade primária, Francisca deixou de lado seus próprios desejos, mas a visão permaneceu. 

Fortalecida pela oração e pelo sofrimento, Deus a sustentou por meio de sonhos e oração, e quando chegou a hora certa, as portas começaram a se abir.

Para reflexão silenciosa e diário:

Quando e como você tomou consciência, pela primeira vez, de que a vida era diferente para os pobres e os desafortunados, os doentes e os sofredores que encontravam-se fora do seu lar?

Como Deus levou você a responder ao que viu?  Quais foram os primeiros sentimentos de compaixão para com as outras pessoas a tocarem seu coração?

Como foi sua experiência inicial de oração, da igreja, de Deus?  Quem te conduziu, quem te guiou?  O que alimentou seu espírito?

 

COMUNIDADE

Entra na comunidade

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

3 banner preghiera pt

4 banner canonizzazione pt

1 banner celebrando pt

2 banner p biblico pt

6 banner donazioni pt

Newsletter