Vinte anos de Amor

 

 

Comprometer-se, abraçar a causa, levantar a bandeira da Congregação das Irmãs Franciscanas dos Pobres, é o que sentimos diante dos testemunhos de pessoas afiliadas que, há vinte anos abraçaram a proposta de Curar as Chagas de Cristo na Humanidade Pobre e Sofredora no seio de seus familiares e da sociedade. Alegria, entusiasmo e perseverança, são marcas que aparecem nas vidas de quem reconhece que, na vida, se aprende, se vive e se ensina.  “Quanto a você, porém, permaneça nas coisas que aprendeu e das quais tem convicção, pois você sabe de quem o aprendeu.” (2 Tm 3,14).

aab 02
aab 04
aab 03

Ingressando no programa de Afiliados no ano de 1995 os/as Afiliados/as partilham esta experiência afirmando que foi possível fazer parte dessa família religiosa pela “convivência com as Irmãs nos trabalhos realizados voluntariamente tanto nas paróquias quanto na Creche João XXIII.” (Noeli); “Pela amizade e pela identificação com o trabalho das Irmãs” (Clari) “e por dizer sim ao convite de uma Irmã.” (Terezinha Borges).

Fazer parte da Congregação como Afiliado/a, “gera um sentimento de bem estar por ampliar e fortalecer os laços de amizade” (Clari); por “ajudar ao longo da vida se firmar no engajamento pastoral, fortalecendo a fé que dá coragem para seguir lutando mais a cada dia, e aceitar as limitações físicas, sem perder a paixão pelo trabalho franciscano” (Terezinha). Por “contribuir para o crescimento da vida pessoal e familiar, o que acontece através da caminhada com as Irmãs e demais

Afiliados/as, nos momentos de estudo, de oração, de reflexão e nas confraternizações”.  Ser Afiliada/o gera o desejo e a esperança de “continuar respondendo ao chamado, e abraçando cada vez mais o carisma, vivendo-o na realidade familiar, pastoral e comunitária, seguindo o exemplo de Madre Francisca” (Noeli).

Diante da grandeza desse compromisso, “brota o sentimento de que pouco se faz, mas brota também a vontade de continuar vivendo e fazendo ainda mais” (Clari).

Olhar para o futuro como Afiliada/o “é reconhecer que, mesmo chegando às limitações físicas, consequência da idade, a pessoa pode se sentir amada/o e continuar fazendo parte da família, por meio da comunhão com as Irmãs e os/as Afiliados/as, fazendo presença nos momentos mais fortes da Congregação e se dedicando às orações por todos os irmãos e irmãs, principalmente os que sofrem e necessitam de especial  atenção.” (Terezinha Borges).          

Mediante esses testemunhos, queremos afirmar que o compromisso foi feito por amor e doação, que a causa do Evangelho foi abraçada com alegria, e que o carisma é vivido com o coração.

Afiliados/as: Terezinha Borges, Noeli e Clari da Costa

Publicado em: 16/02/2016

COMUNIDADE

Entra na comunidade

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim

3 banner preghiera pt

4 banner canonizzazione pt

1 banner celebrando pt

2 banner p biblico pt

6 banner donazioni pt

Newsletter