Você está aqui:
francesca-schervier

Nossa Fundadora, Francisca Schervier, nasceu em Aachen, Alemanha, no dia 3 de janeiro de 1819. Fiilha de um rico fabricante de agulhas. Ela costumava visitar a fábrica da família para distribuir comida e roupas aos trabalhadores. Observando grande sofrimento na sua própria vizinhança, ela percebeu que muitas pessoas, inclusive crianças, trabalhavam em condições precárias nas fábricas e que eram tantas as que viviam na pobreza. Sendo ainda adolescente, essa experiência modelou a sua vida. Como era uma jovem devotada à oração, ela ousou sonhar em se dedicar a ajudar os pobres e os doentes da sua cidade. E escreveu: “Senti arder em mim a chama de um grande amor ao próximo.”

Em 1844 Francisca decidiu entrar para a Ordem Franciscana Secular (OFS), fundada pelo próprio São Francisco para pessoas leigas que desejavam abraçar sua maneira simples de viver e ministrar a pessoas carentes. Francisca e várias de suas amigas já estavam então servindo a sopa dos pobres na cozinha paroquial da Igreja de São Paulo, em Aachen.

No dia 11 de maio de 1845, Francisca fundou, juntamente com quatro amigas, a congregação religiosa que se dedicaria a proporcionar cura, esperança e compaixão aos pobres e sofredores. Essa data tem um significado espiritual por ter sido a Festa de Pentecostes que celebra a descida do Espírito Santo sobre o mundo inteiro.

Trabalhando entre os pobres, Francisca Schervier foi se tornando cada vez mais radicalmente consciente de como Deus a estava conduzindo e às suas companheiras a se tornarem instrumentos de cura, compaixão e esperança. Francisca foi chamada a dedicar-se e à sua congregação, ao ministério de cura. Esse dom permeou todo o seu ser, profundamente. Ela escreveu:

"Nos pobres e nos sofredores reconheci meu Divino Salvador como se O houvesse visto com meus próprios olhos.”

Em sua Autobiografia, a Bem-Aventurada Francisca escreveu: “Contemplando a cruz, pareceu-me haver compreendido que deveria dedicar-me inteiramente ao Senhor através de ativas obras de misericórdia. Senti arder em mim a chama de um santo amor ao próximo. Senti um grande desejo de ir procurar o Senhor nos pobres, doentes e sofredores, para amá-los. Pareceu-me ver o Senhor em pessoa nos pobres e nos doentes, e senti-me mais do que feliz em poder cuidar Dele, servindo-os.”

Francisca Schervier viveu uma vida única de santidade e serviço. Foi beatificada no dia 28 de abril de 1974. Atualmente, a Causa de sua Canonização se encontra em andamento.